domingo, 3 de março de 2013

Roberto Carlos no Domingão do Faustão - Melhores do Ano 2013


Olá Súditos!

Estamos de volta hoje para falar sobre o prêmio que o Rei Roberto Carlos recebeu hoje no Melhores do Ano do Domingão do Faustão.

Como não poderia deixar de ser, o maior cantor de todos os tempos teve um troféu feito especialmente pra ele, como música do ano e personalidade da música. Abaixo, a foto do troféu.




Roberto Carlos é homenageado como Personalidade da Música 
O Rei coroa o evento de Melhores do Ano e agita plateia com seus sucessos inesquecíveis.

Domingão do Faustão - 03/03/2012 às 20:53


O sempre Rei, Roberto Carlos, é o convidado de honra do Melhores do Ano no Domingão do Faustão. Fausto fez uma homenagem ao artista no palco e avisou a Roberto que o ano de 2013 promete. Roberto, que foi a cereja do bolo dessa edição especial, concordou. "Estou preparado para esse ano. Não posso mais sofrer."
O Rei conta como surgiu Furdúncio, música sucesso nas paradas e ainda deu uma aula de português aos que diziam que a grafia certa da palavra é Fundunço. "Eu consultei na época que escolhi esse nome. Pode ser Furdúncio ou Furdunço." Então, tá! Quem vai contrariar o rei?!
Roberto Carlos e Faustão se divertiram muito durante a apresentação e o cantor mostrou humor inabalável. De tão merecedor, o rei recebeu das mãos de Carol Nakamura o prêmio Melhores do Ano Especial. "De todos os trofeus que recebi na minha vida, esse é um dos mais importantes. Esse é um momento muito especial da minha carreira."
Fotos: Domingão do Faustão

Semana do Rei em Cachoeiro de Itapemirim
Ana Luiza - 02/04/2013 às 16:00


Olá Súditos!

Abril é o mês de aniversário de nosso Rei Roberto Carlos, que completa 72 anos no próximo dia 19. 

Como acontece todos os anos, a Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim (cidade natal de Roberto) organizou uma programação especial do dia 15 a 21 de abril, semana do aniversário do Rei.

E as comemorações contam com um convidado mais que especial. Erasmo Carlos, o parceiro musical e amigo de fé de Roberto Carlos, se apresentará na praça Jerônimo Monteiro no dia 19 de abril. 

Além do show do Tremendão e shows com diversas bandas, a programação inclui também um Giro Gastronômico da Semana do Rei em que os restaurantes nomeiam seus pratos principais com músicas do Rei.

No dia 18 de abril haverá uma exposição com réplicas dos trajes que Roberto usou em diferentes fases de sua carreira, que também passam a fazer parte do acervo do centro cultural.

Toda a programação é gratuita.

Confira abaixo a programação completa divulgada pelo site da Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim.

Semana do Rei 2013
Fonte: Site Oficial da Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim




Segunda-feira (15)
Abertura do Giro Gastronômico
09h45 e 15h45 - Pocket show com Samir Carim e seus Comparsas (Roberto Carlos em ritmo de forró pé de serra), no Liceu Muniz Freire, bairro Independência.

Terça-feira (16)
Giro Gastronômico
09h40 - Pocket show com Samir Carim e seus Comparsas, no CEI Áttila de Almeida Miranda, bairro Vila Rica.
15h45 - Pocket show com Fábio Coelho, no CEI Áttila de Almeida Miranda, bairro Vila Rica.

Quarta-feira (17)
Giro Gastronômico
09h45 e 15h40 - Pocket show com Duda Felippe, no Polivalente Getúlio Vargas, bairro Aquidaban.

Quinta-feira (18)
Giro Gastronômico
09h45 e 15h40 – Pocket show com Fábio Coelho, na escola Hosana Salles, bairro Aeroporto.
19h – Abertura da exposição “Vista a roupa, meu bem”, na Casa de Cultura Roberto Carlos, bairro Recanto.
19h30 – Acústico “As Canções do Roberto” com Valéria Rezende, na Casa de Cultura Roberto Carlos, bairro Recanto.

Sexta-feira (19)
Giro Gastronômico
09h45 - Pocket show com Duda Felippe na escola “Prof. Claudionor Ribeiro”, bairro Guandu.
15h45 - Pocket show com Samir Carim e seus Comparsas na escola “Prof. Claudionor Ribeiro”, bairro Guandu.
21h - Show “50 Anos de Estrada”, com Erasmo Carlos, na Praça Jerônimo Monteiro, Centro.

Sábado (20)
Giro Gastronômico
18h - Show Bailão do Robertão, no Circo da Cultura da Praça de Fátima.

Domingo (21)
Encerramento do Giro Gastronômico


Fotos: Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim

Roberto Carlos em dose tripla no mês de aniversário do VIVA
Canal Viva - 01/04/2013 às 20:05
Ana Luiza no BlogRCB - 03/04/2013 às 22:30

A trilogia cinematográfica de Roberto Carlos, dirigida por Roberto Farias, é um dos grandes destaques de maio, mês de aniversário do VIVA. Os longas serão apresentados a partir do dia 3, na faixa de filmes “Sessão Viva”, sempre às sextas-feiras, às 21h30, com reapresentações aos domingos, às 23h.

3 de maio - “Roberto Carlos em Ritmo de Aventura” (1968)

O cantor é caçado por uma gangue internacional que quer forçá-lo a ir para os Estados Unidos. Os bandidos o perseguem pelo Rio de Janeiro em diversas situações de risco. O elenco ainda conta com José Lewgoy e Reginaldo Faria.


10 de maio: “Roberto Carlos e o Diamante Cor-de-Rosa” (1968)

Além de Roberto Carlos, o filme traz Erasmo Carlos e Wanderleia no elenco, interpretando eles mesmos. Na trama, os três estão no Japão, onde a Ternurinha, como era conhecida a cantora da jovem guarda, compra uma estatueta em uma loja de antiguidades. Os amigos começam a ser perseguidos e logo descobrem que o objeto esconde um segredo valioso.


17 de maio: “Roberto Carlos a 300km/h” (1972)

Na trama, o Rei vive Lalo, um mecânico de automóveis que tem paixão por corridas de carro e pela jovemLuciana (Libania de Almeida). Ela, no entanto, é namorada de seu patrão, Rodolfo (Raul Cortez), um campeão do automobilismo.


Assista abaixo a propaganda:




VÍDEO: CANAL VIVA

Depois de oito anos, Roberto Carlos voltou a Joinville e emocionou o público nesta quarta-feira.

Diário Catarinense - 03/04/2013 às 22:39
Ana Luiza no BlogRCB - 03/04/2013 às 23:00




Uma energia inebriante tomou conta do Centreventos Cau Hansen na noite desta quarta-feira, quando Roberto Carlos surgiu no palco, às 21h39, interpretando um dos seus maiores sucessos: "Emoções". Após oito anos sem pisar num palco joinvilense, o Rei foi ovacionado pelos fãs, que ficaram com a emoção à flor da pele. 

A expectativa pelo show de Roberto Carlos era tamanha que, à medida que os fãs passavam pela bilheteria do Centreventos, o sorriso tomava conta do rosto e o entusiasmo dava o tom da noite. Como previsto, os portões foram abertos pontualmente às 19 horas e a fila que inicialmente contornava o Cau Hansen, foi se dissipando calmamente, assim como a garoa fina que começou a cair em Joinville.


As irmãs Ana Paula Nunes, 17 anos, e Camila Nunes, 20 anos, eram pura empolgação na bilheteria do evento. Fãs assumidas do Rei, as duas não viam a hora de ouvir "Como é Grande o meu Amor por Você".

 — Ele é o meu ídolo! Eu queria muito receber uma rosa dele hoje (quarta-feira) —, disse Ana Paula. 


Prova de que o público do Rei não tem idade, Camila conta que ouve as músicas de Roberto desde pequeninha.

 —  O Roberto Carlos é uma referência, sempre ouvi as músicas dele. A voz e o repertório dele são incomparáveis —, disse, animada.



Faltando pouco mais de uma hora e meia para o show, o casal Osmarina Krutzsch, 52 anos, e Carlos Alfredo Krutzsch, 56, mal conseguia conter a expectativa. Isso que os dois estavam sentados na primeira fila.

— Vi um show do Roberto Carlos há 30 anos e agora vou ver de novo —, conta Osmarina. Carlos mal conseguia ficar parado de tanta ansiedade. — Ele é um astro, o rei da música brasileira —, disse.  







Depois de 30 anos, Roberto Carlos volta a encantar no Orlando Scarpelli

Diário Catarinense - 06/04/2013 às 23:55
Ana Luiza no BlogRCB - 07/04/2013 às 00:30



Uma longa espera de 30 anos separam a primeira da segunda visita de Roberto Carlos ao Estádio Orlando Scarpelli. No jargão futebolístico, ele jogou em casa. O rei reuniu cerca de 20 mil pessoas na Capital sob uma noite estrelada e agradável de sábado, no último show da sua turnê pelo Estado — passou por Joinville, na quarta-feira, e Blumenau, na quinta. Algo similar para um artista em tempos recentes, só o show do beatle Paul McCartney, ano passado, na Ressacada. 

Roberto ascendeu ao grande palco às 21h40, vestindo branco. Em véspera de clássico de futebol na capital, o Rei preferiu deixar o tradicional azul de lado, em respeito aos anfitriões, o Figueirense e a torcida alvinegra.



— Que prazer é ver vocês mais uma vez aqui em Florianópolis, no estádio Orlando Scarpelli. Por via das duvidas, vim de branco, pra não ter problema. É obrigação a gente evitar problema. Obrigado por este amor, este carinho, estas coisas todas que recebo de vocês desde que nasci. Gostaria de dizer muitas outras coisas, mas eu não gosto de falar, gosto de ir cantando — afirmou ao final da primeira canção.





Quem começou cantando, porém, não foi Roberto. Antes do cantor pisar no palco, o regente da banda deu os primeiros acordes e logo foi seguido por um coral de 20 mil vozes. Na partitura, Como é grande o meu amor por você. Fora do estádio, moradores de prédios vizinhos, de suas sacadas, reforçaram o coro com a mesma emoção de quem estava no Orlando Scarpelli. E quem esteve mais perto do Rei ajudou a movimentar ainda mais o comércio local — quem garantiu ingresso do show fez questão de garantir também o figurino. Mulheres penteadas, maquiadas e muito bem vestidas ajudaram a reforçar o contraste de marmanjos suados que lotam o estádio em dia de jogo.



O Bairro do Estreito preparou-se para a sua corte ao Rei. Pelo menos 10 ruas no entorno do estádio foram interditadas para garantir o acesso seguro ao local e linhas de ônibus especiais foram mobilizadas. Décadas de reinado conferem a Roberto uma condição quase absoluta de devoção popular. Basta os primeiros acordes de Emoções para colocar o público em frisson. O êxtase que incendeia a plateia contrasta com a figura resoluta, contida e sóbria.



Roberto é hermético e programático, do repertório aos afagos ensaiados no público. É mais um cerimonial do que um show, regida quase que por uma liturgia de grandes clássicos, que lhe permite exercer a sua majestade à serviço dos súditos. E todo o seu poder emana da forma com o qual melhor se expressa para as massas: nas canções que como poucas sabem traduzir tão bem o sentimento de uma nação: Cama e Mesa, Eu Te Amo, Te Amo e Te Amo, Detalhes (numa gigantesca e comovente versão apenas ao violão), Desabafo, O Portão. Foram mais de 20 canções, em duas horas de intensidades diversas.



Roberto consegue transgredir a própria personalidade hermética para declamar-se ao público, brincar com a banda, mas sem fugir do seu roteiro. Se torna nu quando canta Lady Laura, a canção dedicada à sua saudosa mãe, que o próprio já disse que jamais a cantará com a alegria de outros tempos. De volta ao seu eixo litúrgico, reverencia alguns momentos singulares da carreira em dois pout porri: o primeiro sensual (incluindo Café da Manhã e Cavalgada), ou a fase "motel", segundo Erasmo Carlos, e o segundo, já no quarto final do show, dedicado ao rock (ou à distante Jovem Guarda). 



Quem vai ao show de Roberto sabe que não verá improvisos ou transgressões. O repertório pouco mudou desde a sua última vinda a Capital, em 2009, na comemoração dos 25 anos da RBS em Santa Catarina. Mas foi impecável, regido magistralmente pelo escudeiro Eduardo Lage. Exceção feita apenas ao pitoresco pianista e aos novos hits Furdúncio e Esse Cara Sou Eu — um fenômeno que desbancou os até então imbatíveis clássicos e estabeleceu um novo clímax na plateia. Em um esforço para se fazer "plebeu", o Rei roga que qualquer ali um pode ser o "cara". Mas todos ali sabem que a sua majestade popular é um título indissolúvel e absoluto. 



Em mais uma passagem de pompa, Roberto não transgrede o seu rito e fecha exultando o seu "direito divino" perante à música para fechar com Jesus Cristo e concedendo um tradicional afago aos súditos extasiados ao distribuir rosas e cravos. Relíquias de uma corte que não muda, por ainda parecer perfeita, "como manda a receita" de O Côncavo e o Convexo





Confira a setlist do show:

* Emoções

* Eu Te Amo, Te Amo, Te amo

* Além do horizonte

* Cama e mesa

* Detalhes

* Desabafo

* O Portão

* Lady Laura

* Nossa Senhora

* Mulher Pequena

* Proposta

* Pout Porri Sensual
* Esse Cara Sou Eu
* Furdúncio
* Pour Porri Rock
* Como é grande o meu amor
* Jesus Cristo

Fotos: Flávio Neves/Agência RBS


Confira as fotos do show de Roberto Carlos em Florianópolis

Globo.com - 06/04/2013 às 23:51 
Ana Luiza no BlogRCB - 07/04/2013 às 00:35







Fotos: Géssica Valentini/G1

Roberto Carlos dá início a turnê pelo Rio Grande do Sul com show emocionante em Santa Cruz do Sul

Zero Hora - 11/04/2013 às 00:18
Ana Luiza no BlogRCB - 11/04/2013 às 12:30

Fotos: Caco Konzen




Foi ao som de Jesus Cristo que Roberto Carlos encerrou, nesta quarta-feira, o primeiro show de sua nova turnê pelo Rio Grande do Sul. Mais de cinco mil vozes emocionadas cantaram junto com o Rei por quase duas horas em Santa Cruz do Sul, no Vale do Rio Pardo. 

Esse foi o primeiro de uma sequência de cinco shows que o Rei fará pelo Estado – passando ainda por Pelotas (no dia 13), Caxias do Sul (16) e Porto Alegre (19 e 20). 


Foi uma noite de muitas emoções. Desde o apagar das luzes, às 21h40min, a plateia mostrou seu amor ao cantor, que foi ovacionado com gritos, aplausos e flashes ao subir no palco. Vestido com o tradicional terno branco e camisa azul, Roberto Carlos esquentou o clima logo de início, cantando Emoções, e foi acompanhado pelo coro de um público visivelmente emocionado. 

Ao final da música de abertura, com muito bom humor e simpatia, o Rei interagiu com o público:

– É um prazer estar de volta. Obrigado pelo carinho, pelo amor e pelas coisas lindas que vocês fazem para mim. 




Como já era esperado, o show da nova turnê seguiu com hits românticos, como Eu te Amo, te Amo, te Amo, Detalhes e Como é Grande o meu Amor por Você, além das canções religiosas e um pout-porri com sucessos da Jovem Guarda.

Um dos pontos altos do show, no entanto, foi quando o Rei cantou uma de suas novas canções, Esse Cara sou Eu. Trilha sonora da novela Salve Jorge, da Rede Globo, a letra estava na ponta da língua do público, que concordou em chamar a majestade a sua frente de "o cara". 





Roberto Carlos desembarca em Pelotas 

ZERO HORA - 13/04/2013 às 16:11
Ana Luiza no BlogRCB - 13/04/2013 às 20:20




Roberto Carlos chegou em Pelotas, no sul do Estado, por volta das 16h deste sábado. Ele veio de jatinho e acenou para um grupo de cerca de 30 fãs que se amontoavam na grade que separava a pista de pouso do estacionamento do Aeroporto Internacional de Pelotas.

Dois carros pretos esperavam na pista a saída do Rei. A cada descida, o público que o aguardava duvidava:
— Será que é ele? — perguntava um.
— Acho que chega mais tarde — opinava outro.

E teve até quem achasse que uma passageira do jatinho que desembarcou antes de Roberto Carlos fosse o Rei:
— Olha lá, colocou peruca loira e botou bolsa pra não ser reconhecido! — especulou outro.

Mas Roberto Carlos não escondeu o rosto e desceu de camisa azul meio aberta — sua cor preferida — sorrindo e abanando, ovacionado por gritos:

— Roberto Carlooooooos, eu te amoooo! — gritava uma fã.

Deste cedo, a corte do rei esperava a majestade grudada na grade que divide o estacionamento da pista de pouso do aeroporto. Sentada em uma cadeira de praia, Elsa Félix, 55 anos, ansiava pela chegada:

— Vim de manhã, quando escutei os primeiros aviões. Não sabia se ia chegar pelo ar, mas resolvi arriscar — disse.

O marido, o aposentado José Francisco Félix, fazia companhia para a mulher. E se ela se apaixonar pelo rei? Não tem ciúmes?

— Depois de 36 anos de casado, não tem nada disso. Não perco ela nem pro rei — fala orgulhoso.

E ela concorda contando que o marido ficou das 8h até as 15h na fila para comprar ingresso para ela — e ele não vai!

— Esse aí que é o cara! — garante Elsa.

Roberto veio para um show marcado para as 21h com expectativa de público de 15 mil pessoas no Estádio Boca do Lobo, cujas cores do time, Esporte Clube Pelotas, são amarelo e azul. Azul, aliás, é a cor preferida de Roberto Carlos. Há dez mil cadeiras no gramado e outros lugares nas arquibancadas. Os ingressos antecipados custavam entre R$ 50 e R$280.

O palco e os equipamentos de som e iluminação montados lá pesam cerca de 150 toneladas. Segundo a organização do evento, essa é uma estrutura específica para estádios e será a mesma usada para o show na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, no dia 20 de abril de 2013.

O espetáculo deste domingo é o segundo dos cinco que o Rei irá fazer no Estado. A turnê no Rio Grande do Sul começou em Santa Cruz do Sul, no dia 10 de abril de 2013. Os próximos shows são em Caxias do Sul (16) e Porto Alegre (19 e 20), cujos ingressos já estão esgotados.

Apesar de ter um quarto reservado em Pelotas, é esperado que o rei volte ainda neste domingo para a Capital. Depois de sua chegada em Pelotas, Roberto Carlos foi direto para o local onde será o show, no Estádio Boca do Lobo.

O trânsito no entorno do estádio foi modificado. Desde às 14h até o término do evento, a rua Anchieta e a Doutor Amarante estão com fluxo interrompido e a Avenida Bento Gonçalves e Rua Gonçalves Chaves tem bloqueio parcial. 


Roberto Carlos interpreta hits novos e consagrados, declama poesias e encanta fãs em Pelotas 

ZERO HORA - 13/04/2013 às 23:41
Ana Luiza no BlogRCB - 14/04/2013 às 8:50




Roberto Carlos era só sedução na noite deste sábado em Pelotas. Interpretava as músicas tocando no peito, cantava como se estivesse sussurrando no ouvido de cada um dos 15 mil espectadores e até declamava poesia.



As baixinhas (e até as altas, para falar a verdade) da plateia foram à loucura quando ele começou a cantar Minha pequena. Lá começava ele:

— Quando uma mulher pequena...

E a professora Silvia Anthunes, 39 anos, que mede "um metro e meio para menos", como diz, parou tudo e exclamou:

— Agora não posso mais falar! Essa é minha música!

E virou as atenções para o palco, com olhos de apaixonada e embalo de menina nos ombros. 

E o Rei seguia:

— Pra ganhar beijo na bocaaa....



E Silvia suspirava, encantada, e o público fazia "aaah" em coro. Era uma multidão enamorada. Quando, por volta das 23h, ele começou a cantar Emoções — música que abriu o show — a mulherada interpretou que o espetáculo estava acabando e uma parte das que até então estavam bem comportadas nas 10 mil cadeiras do gramado saíram correndo em direção ao Rei. 






Queriam um pedacinho do amor em vermelho. As disputadas e tradicionais rosas foram distribuídas ao fim do som seguinte, Jesus Cristo. Ele beijava cada uma, mirando as fãs no chão.




Falante, contou a história de um músico da banda e de como surgiram alguns sucessos. Para introduzir o hit Esse cara sou eu, trilha sonora da novela Salve Jorge, disse que aquela era a verdade sobre um cara. E quando todos esperavam que ele dissesse "esse cara sou eu", o Rei surpreendeu até um companheiro de uma fã que havia sido persuadido pela esposa a ir no espetáculo. O Rei declarou:

—Essa é a verdade do cara que... eu tento ser!

— Ah, menos mal — disse meio rabugento o companheiro da fã, ela que nem dava ouvidos, gritando a letra junto do povo.


O espetáculo deste sábado é o segundo dos cinco que o Rei irá fazer no Estado. A turnê no Rio Grande do Sul começou em Santa Cruz do Sul, no dia 10 de abril de 2013. Os próximos shows são em Caxias do Sul (16) e Porto Alegre (19 e 20), cujos ingressos já estão esgotados.


Após show, Roberto Carlos fica em hotel de Pelotas


 ZERO HORA - 14/04/2013 às 01:35
Ana Luiza no BlogRCB - 14/04/2013 às 9:00



Por volta de 0h45min deste domingo, Roberto Carlos surpreendeu cerca de 30 fãs que aguardavam, na sorte, uma não muito provável noite do Rei em Pelotas. Segundo a agenda, ele iria voltar à Capital ainda nesta madrugada. 

No entanto, os planos foram modificados e o artista apareceu em um carro preto, com escolta policial em volta, entrando em uma garagem de um hotel no Centro da cidade do sul do Estado.



Alguns fãs invadiram a garagem para tentar chegar perto do ídolo. A empresária Tatiane Madruga Pinto, 38 anos, foi uma delas:

— Tentei chegar perto, mas os policiais não deixaram. Faria qualquer coisa para chegar perto dele! — afirmou.







Roberto Carlos começa o show em Caxias do Sul

O Pioneiro - 16/04/2013 às 21:50
Ana Luiza no BlogRCB - 16/04/2013 às 22:30



Roberto Carlos começa o show em Caxias do Sul. O Rei subiu ao palco às 21h50min, todo vestido de branco, e cumprimentou o público, a banda e o maestro. 

Em seguida, afirmou:
— Eu vou contar uma coisa para vocês. 

Na frase, emendou a canção 'Emoções', a primeira do show. Ao terminar, agradeceu o público e disse que estava com saudades de Caxias.

Durante a apresentação, o Rei falou do seu empresário, o caxiense Dody Sirena. 

— Fazia muito tempo que eu não vinha para essa cidade. Meu amigo, irmão e sócio é daqui, meu querido Dody Sirena. Ele é fera! — elogiou Roberto Carlos. 

O músico está na cidade com a turnê 'Esse Cara Sou Eu' e, nas demais apresentações no Estado, cantou por duas horas. 

O Rei chegou a Caxias às 19h46min no seu ônibus particular. Dentro do complexo do Sesi, entrou em um carro.



FOTOS: JUAN BARBOSA/AGÊNCIA RBS

Roberto Carlos emociona milhares de fãs em Caxias do Sul

O Pioneiro - 16/04/2013 às 23:40
Ana Luiza no BlogRCB - 17/04/2013 às 12:30

Como tradicionalmente costuma abrir seus shows, Roberto Carlos começou a apresentação em Caxias com a música 'Emoções'. Todo de branco, cumprimentou o público, a banda e o maestro antes de entoar seus clássicos.

A conhecida canção que iniciou o show foi seguida por "Eu te amo, te amo, te amo", "Além do Horizonte" e "Cama e Mesa". A apresentação também teve Roberto ao violão na clássica 'Detalhes' e conversas com o público, inclusive elogiando o seu empresário, o caxiense Dody Sirena:

— Meu amigo, irmão e sócio é daqui, meu querido Dody Sirena. Ele é fera!

A música 'Desabafo' foi seguida de 'O Portão' e 'Lady Laura', esta composta em homenagem à mãe, que morreu em 17 de abril de 2010. Antes de começar a canção, afirmou:

— Fiz essa música com muita alegria e amor. Hoje, eu não canto mais com a mesma alegria, mas o amor é ainda maior.

O show ainda teve 'Nossa Senhora', com o palco estrelado, e "Mulher Pequena". Aí o Rei falou de novo:

— Até agora, só fiz canções de amor. Daí vi que precisava falar de sexo, mas não sabia como, porque, afinal, sexo é amor.

A manifestação foi seguida pela canção "Proposta".

O hit "Esse Cara Sou Eu" levantou a plateia no Sesi. Antes de cantar, o Rei relatou que encontrou-se com a autora de "Salve Jorge", Glória Perez, e ela gostou da música e a colocou na novela. E Roberto Carlos ainda completou:

— Escrevi a música pensando que era o que todo homem gostaria de ser, toda mulher gostaria de ter e eu tento ser.

O show foi se encaminhando para o final com "Furdunço", um pot-pourri de rock, "Como é Grande o meu Amor" e, finalmente, "Jesus Cristo".


Fotos: Porthus Júnior/ Agencia RBS

Roberto Carlos emociona milhares de fãs em Caxias do Sul

O Pioneiro - 17/04/2013 às 01:56
Ana Luiza no BlogRCB - 17/04/2013 às 12:30



Uma colega perguntava há alguns dias: "quando será que o Roberto Carlos virou Rei?" Ao redor, ninguém soube responder. Justamente porque ninguém ali tinha assistido a um show da estrela de Cachoeiro do Itapemirim, até então. 

Ao ver Roberto no palco pela primeira vez o apelido que o acompanha há décadas parece nada menos que natural. Fica a certeza de que ele já era Rei quando cantava o amor de forma inocente na Jovem Guarda, e só reforçou a majestade agora que assumiu ser "o cara" — ou pelo menos tentar, como ele mesmo gosta de dizer. 




Na apresentação que fez em Caxias do Sul na noite desta terça-feira, para um Ginásio do Sesi lotado com seis mil pessoas, RC mostrou a característica que, logicamente atrelada à sensibilidade musical, o fez chegar aonde chegou. Não dá para dimensionar o carisma do Rei, presente na forma como interage com a plateia e com a banda, nos sorrisos, no jeito como encolhe os ombros ou gira o microfone. 

O repertório, com uma canção mais famosa que a outra, é quase um detalhe perto da áurea mágica que envolve o artista. Com quase uma hora de atraso, o Rei surgiu no palco para exibir seu tradicional terno branco e puxar um de seus hits mais emblemáticos:Emoções

— Obrigado por estas coisas lindas que tenho recebido de vocês desde... nem vou dizer desde quando — brincou, logo de cara. 

Antes de praticamente todas as canções, Roberto contava alguma história, algumas delas comoventes, outras engraçadas, mas sempre em tom de conversa, como quem está entre amigos. Antes da setentista O Portão, por exemplo, RC revelou a identidade do cão citado na música. Era Axaxá, que ganhou o mesmo nome do personagem principal de um livro infantil. A história da literatura era a de um vira-lata que vivia numa cidade do interior e se apaixonava por uma cachorra "pretinha, gostosa e cheirosa", que o trocou por um "cachorrão que tinha um carro conversível e devia até usar chapéu". 

— Não lembro bem como terminava a história do Axaxá, esse livro ficou lá em Cachoeiro. Mas, na época da Jovem Guarda, ganhei um cachorro e coloquei o nome dele de Axaxá, foi esse cachorro que me sorriu latindo — disse. 


Detalhes? Um dos clássicos mais clássicos (dá para entender?) foi interpretado ao violão, com a voz suave do Rei ecoando pelo ginásio. Antes de Lady Laura, a canção que fez para a mãe, Roberto emocionou novamente. Sem mencionar que, nesta quarta, um dia depois do show, completam três anos da morte dela, o Rei apenas desabafou: 

— Essa canção fiz com muita alegria e amor. Hoje, a alegria é menor, mas o amor é cada vez maior. 



Antes de Proposta, Roberto começou a falar sobre uma época em que se perguntava sobre o que faltava dizer nas canções. No silêncio sepulcral, uma fã mais ousada gritou que faltava ele falar dela. Todos riram e o Rei quis saber o que ela tinha dito, antes de continuar a história. Depois da descontração, RC jogou uma afirmação quente ao público. 

— Cheguei a conclusão que faltava falar de sexo — anunciou, precedendo gritinhos histéricos. 

Como se não bastasse, o Rei ainda buscou energia para declamar trechos de um texto de Ronaldo Bôscoli. Entre as frases, coisas do tipo: "Minha vida tem sido um amar sem conta, lúcidas ou tontas, muitas, mas não tantas. Umas à luz do sol, outras em brumas, no sarro ou no carro, na febre da cama algumas. Que me perdoem as palavras que usei pensando nela, mas o suor dela ainda escorre no meu peito. Com ela, o gesto do amor é perfeito". Isso tudo durante uma seleção de músicas que estava descrita no repertório como Pout Pourri Sensual. Durma com um barulho desses... 



E ainda vieram os hits atuais e noveleiros, Esse Cara Sou Eu e Furdúncio, e mais um pout pourri, desta vez da fase roqueira. É Proibido FumarNamoradinha de um Amigo MeuQuando (essa com um tecladão malvado se destacando) e E Por Isso Eu Estou Aqui fizeram a alegria de alguns cabeludos da plateia. 

No final, as tradicionais Como É Grande Meu Amor por Você e Jesus Cristo, com a mais tradicional ainda distribuição de rosas. Na saída, a sensação de ter estado na companhia de um rei de verdade, camaleônico em sua trajetória, mas grandioso desde sempre. 

Repertório 
Emoções 
Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo 
Além do Horizonte 
Cama e Mesa 
Detalhes 
Desabafo 
O Portão 
Lady Laura 
Nossa Senhora 
Mulher Pequena 
Proposta 
Pout Pourri Sensual 
Esse Cara Sou Eu 
Furdúncio 
Pout Pourri Rock 
Como é Grande o Meu Amor 
Jesus Cristo


FOTOS: JUAN BARBOSA/ AGÊNCIA RBS

6 comentários. Clique aqui para comentar!:

Anônimo disse...

Roberto é td de bom!!!!!!

Anônimo disse...

Durante td minha vida acompanhei Roberto carlos. Suas músicas sempre
fizeram parte da minha adolescência, juventude e agora velhice, pois tenho 64anos. Vi um show do rei, em 1980 em Natal. Hj sou viúva, moro em Campinas e continuo seguindo Roberto.

JUSSARA DA SILVA disse...

Roberto fala que ele tenta ser o cara, mas com a humildade deste ser humano,e um dos maiores vendedores de disco Ele e´o CARA dentro deste Brasil .Parabéns 'ROBERTO' por este merecido troféu.

maria jose disse...

roberto voce e luz e estrel e luar.e sol vece chocolate.voce e so voce.vove e lindo voce e tudo de bom.voce e o cara dos cara.♥♥♥♥♥♥ te amo maria jose

maria da paz nascimento disse...

Meu rei nosso rei e tudo de bom
se minha maizinha estivesse viva ia falar. ta vendo minha filha cada dia que passa eu amo mais o roberto, eu ia falar eu tambem mamae.que por sinal chamava-se dona laura.nos te amamos toda a minha familia meus 11 irmaos,tambem,minhas filhas,tambem, todas as vezes que o rei se apresentar recordo de toda a minha familia.

Anônimo disse...



ivy Oliveira
Amo o Roberto.Ele é o melhor!