terça-feira, 8 de março de 2011

Roberto Carlos na Beija-Flor - Carnaval 2011 - Cobertura Blog RCB


Foto: Ide Gomes/Futura Press

Roberto Carlos: “Foi uma homenagem santa”
Quem - 6:25, 8 de março de 2011
Publicado no Blog RCB dia 08 de março de 2011 às 07:20


Roberto Carlos se emocionou e distribuiu simpatia para o público durante o desfile da Beija-Flor, na manhã desta terça-feira (8), na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro. O cantor foi homenageado pela agremiação que contou a trajetória da carreira do Rei e levou para a avenida celebridades que fizeram parte de sua história.


Ao subir no último carro alegórico, onde foi destaque com várias imagens de Jesus Cristo, o cantor falou a QUEM sobre a emoção de desfilar: “Estou muito nervoso. É muita emoção”. O público cantou e aplaudiu de pé do cantor homenageado.

“Estou me sentido muito feilz. Estou agradecido por tudo isso. Eu sabia que ia viver muita emoção, mas não sabia que seria tão grande. Nunca imaginava uma emoção deste tamanho. Tudo isso faz parte da minha vida. Foi uma homenagem santa”, afirmou emocionado.Com Roberto Carlos emocionado, Beija-Flor encerra desfiles
Terra - 08 de março de 2011 • 05h52 • atualizado às 06h59
Publicado no Blog RCB dia 08 de março de 2011 às 07:13
Última escola do grupo especial carioca a se apresentar este ano, a Beija-Flor de Nilópolis entrou na Marquês de Sapucaí com o enredo A Simplicidade de um Rei. A agremiação faz uma homenagem ao Rei Roberto Carlos, que já se declarou torcedor da escola azul e branca, e desfilou no último carro da alegoria visivelmente emocionado.

A comissão de frente se apresentou com um Roberto Carlos ainda menino que procurava as notas músicais que se escondiam dentro do rádio. Curioso, ele entrava dentro da 'caixa mágica' e, como em passe de mágicas, elas desapareciam. Após fazer suas orações, a grande caixa se abria e revelava uma porção de notas. Junto com elas, Cláudia Raia surgia representando as musas do rádio.

Novidade no Carnaval 2011, a comissão de frente interagiu com o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira. Com leques adaptados com tecido nas cores da escola, os dançarinos rodeavam o casal durante suas apresentações para os grupos de jurados. Assim que a interação terminava, os dançarinos retomavam às suas posições abrindo espaço na avenida, para a passagem das demais alas da agremiação.

As fantasias da ala 'Retratos da Parede' receberam um toque especial. Cada uma delas levava três fotos. Uma de Robertino Braga, pai de Roberto, uma de Lady Laura, mãe do cantor, e uma dele, quando ainda pequenino. Essas mesmas, em tamanhos maiores, compunham o carro "A Casa Modesta Naquela Terra Entre As Serras".

Terceira alegoria, a 'Jovem Guarda - Sonho e Realidade Ocupam o Mesmo Espaço' tem Erasmo Carlos, Wanderléia, Agnaldo Rayol e Boni como destaques. Já a quarta, 'As Mulheres e a Tradução do Amor', é o carros das divas do Rei. Entre as personalidade estão Fafá de Bélem, Alcione, Fernanda Abreu e Hebe Camargo, que nunca perde uma oportunidade de declarar sua paixão à Roberto. Bruno e Marrone, Jean e Giovani, Roberta Miranda e Xororó são alguns dos destaques da quinta alegoria, decorada com caminhões piscantes em sua frente.

À frente do sexto carro, a ala 'Pelas Ondas da Canção' puxou a alegoria que lembrou o cruzeiro musical que Roberto realiza todos os anos. Na parte de trás da alegoria, que tinha a forma de uma embarcação, uma grande escultura de Iemanjá simbolizava a proteção que vem dos mares.

A ala da Velha Guarda, intitulada 'Um Milhão de Amigos', é a responsavel por abrir passagem para a última alegoria, que, repleta de anjos e de uma imagem de Deus, levou o rei Roberto Carlos, rodeado de crianças, pela Marquês de Sapucaí. Emocionado, Roberto carregou uma rosa em sua mão e acenou, durante todo o percurso, para os foliões que lotavam as arquibancadas até os últimos momentos do desfile, concluído dentro do tempo permitido.

Histórico
O Grêmio Recreativo Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis foi fundado em 25 de dezembro de 1948, durante as comemorações de natal. Um grupo formado por Milton de Oliveira (Negão da Cuíca), Edson Vieira Rodrigues (Edinho do Ferro Velho), Helles Ferreira da Silva, Mário Silva, Walter da Silva, Hamilton Floriano e José Fernandes da Silva resolveu formar um bloco que, depois de várias discussões, por sugestão de Eulália de Oliveira, mãe de Milton, recebeu o nome de Beija-Flor (inspirado no Rancho Beija-Flor, que existia em Marquês de Valença). Eulália foi admitida como fundadora.



Beija-Flor une romantismo e samba em homenagem a Roberto Carlos
G1 - 08:06, 8 de março de 2011
Publicado no Blog RCB dia 08 de março de 2011 às 09:20

Escola fechou noite na Sapucaí com o enredo "A simplicidade de um rei".
Desfile contagiou "súditos" do rei, que levaram flores e cantaram samba.
Última escola de samba a se apresentar nesta terça-feira (8), a Beija-Flor de Nilópolis conseguiu levantar a Marquês de Sapucaí ao unir romantismo e samba na homenagem ao Rei Roberto Carlos. O desfile que contou a trajetória do cantor começou às 5h16 e encerrou às 6h32, após uma hora e 17 minutos.


Com um pequeno atraso provocado por um vazamento de óleo de um dos carros da Porto da Pedra, que se apresentou antes, a escola entrou na avenida com uma plateia de fãs do cantor já empolgados, com bandeirinhas e as rosas que ele sempre distribui durante os shows.
A passagem do cantor Roberto Carlos pela Marquês de Sapucaí durou bem mais do que os cerca de 80 minutos de desfile da Beija-Flor. O grande homenageado chegou ao local por volta da meia-noite e foi para seu camarim, próximo à dispersão da passarela do samba.

De lá, por volta das 3h, o Rei foi levado para um motorhome na concentração, onde foi montado um camarim. Lá, ele trocou de roupa, foi maquiado e tirou até um cochilo antes de entrar na Avenida. “É uma emoção infinita”, resumiu ele sobre ser homenageado pela azul e branca de Nilópolis. Ovacionado quando apareceu em público, ele vestia uma calça branca e blusa azul assinados pelo estilista Ricardo Almeida.
Infância
O enredo "Roberto Carlos: A simplicidade de um rei", levou ainda calhambeques, lambretas e imagens religiosas para a passarela do samba.

A infância do Rei, vivida no município de Cachoeiro de Itapemirim (ES), era tema da comissão de frente, representada por um Roberto menino que perseguia componentes que simbolizavam notas musicais. Eles entravam na escultura de um imenso rádio antigo, onde sumiam e reapareciam com a atriz Claudia Raia, que representava todas as musas inspiradoras do Rei.
O carro da Jovem Guarda trouxe como destaque os companheiros de Roberto no movimento musical, como o parceiro Erasmos Carlos e Wanderléa. Ídolo dos caminhoneiros e taxistas, estes personagens também não poderiam ficar de fora da homenagem da Beija-Flor.

Os ritmistas comandados pelos mestres Plínio e Rodney vieram vestidos como comandantes do cruzeiro “Emoções em Alto-Mar”, onde o Rei se apresenta há sete anos. Já a ala das baianas representou o amor das músicas de Roberto Carlos, vestidas com rosas vermelhas.
O romantismo esteve presente em quase todo o desfile. Cantoras que participaram do projeto “Elas cantam Roberto”, como Hebe Camargo, Alcione, Fafá de Belém, Rosemary e Fernanda Abreu, desfilaram no quarto carro da Beija-Flor. “Desfilar em homenagem ao Roberto foi mais do que um prazer, foi uma grande honra", disse Hebe após a apresentação.

Para fechar o desfile, a escola exaltou a religiosidade do cantor, com imagens sacras e mensagens de fé e paz.
Dona de 11 títulos no carnaval carioca, a escola de Nilópolis levou à Sapucaí oito carros alegóricos e 4 mil componentes, divididos em 47 alas.
Comunidade e fãs cantaram na ponta da língua o samba interpretado por Neguinho da Beija-Flor, há 36 anos na escola.
FOTOS: QUEM, EGO, G1, TERRA, EXTRA

5 comentários. Clique aqui para comentar!:

Luis Casali disse...

"BICHO", Esse é o verdaeiro REI HUMANO.Parabens à Beija Flor, Homenagem se faz em Vida.
Roberto se emocionou, e causou emoção, Sambodromo e todos que assistiram despencaram pelo menos uma LAGRIMAZINHA.
Tenho 62 e meu Neto 12 anos, despertei o relógio as 5hs, para ver o show.
Meu sonho, um dia levar meu neto pra ver Roberto Carlos ao VIVO.

Muiiiiiitas emoçooooes

Patricia disse...

Não consegui dormir até a hora do desfile da Beija-Flor. Comecei a me emocionar desde a primeira apresentação da comissão de frente e os meus pais também não perderam um detalhe deste lindo desfile. Parabéns à Beija-Flor, a história do Rei foi muito bem contada!

Ednarod disse...

Não tenho palavras pra descrever a emoção que senti durante a madrugada, é simplesmente o meu ídolo maior mostrando o maravilhoso ser humano que ele é, simples, carismático, recebendo uma homenagem mais do que merecida.
Parabéns à Beija flor pela escolha maravilhosa

zeze disse...

Olha o rei ai genteeeeeeeeeeeeeee.........nossa amei, ele estava perfeito, emoção á flor da pele e nos deixou emocionados tbem.Falar a verdade eu precisava toda a semana sentir este tipo de emoção, como é bom meu Deus!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Wilma disse...

Foi simplismente ESPETACULAR a homenagem feita ao Roberto, e como o Luis Casali disse, homenagem se faz em vida.Foi de fato muito emocionante poder assitir tão bela homenagem ao maior ídolo brasileiro de todos os tempos. Adoooorei!!!!!!!

Wilma Clélia Reis