domingo, 16 de janeiro de 2011

Chitãozinho E Xororó - Série "Outras Celebridades"

Esta matéria contém:
• Série "Outras Celebridades" - Chitãozinho E Xororó
• Contracenando o Rei.
• Roberto Carlos vai subir no último carro da Beija-Flor de elevador.Olá súditos!


Hoje, mais um domingo, o novo dia de atualização deste blog, estamos de volta, para dar continuidade à Série que iniciamos na semana passada, Outras Celebridades, fazendo uma espécie de continuação da Série Celebridades, que nosso Blog publicou em 2007, homenageando uma figura famosa, e falando sobre sua relação com Roberto Carlos, o grande homenageado deste espaço virtual.

Na semana passada homenageamos a rainha dos baixinhos, Xuxa. E esta semana, chegou a vez da dupla sertaneja Chitãozinho E Xororó.

Pseudônimos de José de Lima e Durval de Lima, Chitãozinho e Xororó nasceram na cidade de Astorga-PR. O primeiro, dia 5 de maio de 1954. O segundo, dia 30 de setembro de 1957. Desde crianças, eles já cantavam juntos. Só não imaginvam que, um dia, marcariam a carreira do maior ídolo de todos os tempos no Brasil: Roberto Carlos Braga.

O primeiro contato da dupla com o Rei aconteceu em 1968, no lançamento do filme Roberto Carlos Em Ritmo De Aventura. Os dois irmãos não tinham acesso à televisão, que ainda era objeto de desejo de muitos brasileiros, e só conheciam o Rei pelo rádio. Só passaram a conhecer o rosto do, já naquele tempo, maior ídolo do Brasil, através do telão do cinema. (Na foto, Roberto Carlos brinca com Chitãozinho, durante o Especial de Natal de 1986).

Não se sabe ao certo quando foi lançado o primeiro disco de Chitãozinho e Xororó. O que se sabe é que, após toda a década de 70 tentando fazer sucesso, os irmãos explodiram para o Brasil em 1983, com o sucesso Fio de Cabelo. E depois disso, só colheram os frutos do sucesso. Seus discos, a cada dia que passava, vendiam mais, e chegavam a passar de um milhão de cópias.

Com todo este sucesso, Chitãozinho e Xororó foram convidados por Roberto Carlos para participar do Roberto Carlos Especial 1986. No programa, que trouxe música caipira (Ranchinho) e outros sertanejos (Cristian e Ralf), Roberto cantou com todos os convidados (e mais Erasmo Calos) a canção Caminhoneiro, e, com os meninos do Brasil, De Coração Pra Coração, música do repertório real que ainda estava nas paradas de sucesso. O dueto ficou tão bom, que a dupla decidiu gravar a canção. Roberto e Erasmo liberaram, e, em 1989, no disco Nossas Canções Preferidas, lá estava De Coração Pra Coração na voz dos meninos do Brasil. Na foto ao lado, eles cantam com o Rei, numa captura da Rede Globo.

Em 1991, eles novamente foram convidados para um Roberto Carlos Especial. Dessa vez, cantaram sozinhos a canção Foge De Mim, e, com o Rei, fizeram dueto em Amazônia. Na ocasião, Xororó disse que tinha a honra de saber que eles faziam parte do grupo de amigos de Roberto Carlos, e o rei respondeu: "honra minha!" Este encontro, inclusive, foi resgatado no CD / DVD Duetos, lançado pelo Rei em 2006.

Clique aqui para saber mais sobre o disco Duetos
Clique aqui para comprar o CD Duetos

No ano seguinte, mais uma vez, Chitãozinho e Xororó foram convidados para o programa que abrilhanta os natais da família brasileira. Com Roberto Carlos, eles cantaram Todas As Manhãs, sucesso do Rei. Além disso, fizeram um número solo, com a música Minha Vida. Naquele ano, Roberto disse que, se não fossem pelos desencontros da vida, ele e os garotos do Brasil já teriam gravado alguma coisa juntos. E isso aconteceu, alguns anos depois, como relataremos a seguir.

A carreira dos meninos do Brasil se encontraria com a do Rei mais vezes. Em 1994, por exemplo, a dupla gravaria a canção Caminhoneiro, clássico de Roberto, no disco Coração do Brasil, e em 1997, no disco Em Família, a canção gravada era Nossa Senhora.

Em 2005, uma grata surpresa. Roberto Carlos divulgou que estaria planejando fazer um disco pop country sertanejo, e, naquele disco, teria a participação de Chitãozinho e Xororó. A emoção dos fãs foi muito grande, quando o Site Oficial de Roberto publicou uma foto dos 3 no Estúdio Amigo, local onde ocorrem as gravações para os discos do Rei (foto que, inclusive, é a capa desta matéria). A canção, então inédita, na qual eles dividiram os vocais, se chama Arrasta Uma Cadeira.

O Rei conta uma curiosidade. A ideia de fazer Arrasta Uma Cadeira surgiu em 1991, quando Chitãozinho e Xororó foram ao Roberto Carlos Especial daquele ano, conforme já mencionado. Nos bastidores do programa, Roberto dizia para a dupla que um dia faria uma canção, juntamente com Erasmo Carlos, para que os 3 gravassem juntos. Contudo, a música só ficou pronta 14 anos depois. Mas mesmo assim, os 3 gravaram juntos, e a canção foi um sucesso. Você pode ouvir clicando no PLAY.

Clique aqui para comprar o disco Roberto Carlos 2005

Como não poderia deixar de ser, eles foram convidados para o Especial de Natal de 2005, onde cantaram Arrasta Uma Cadeira. Além da participação no show, Chitãozinho e Xororó gravaram, em estúdio, uma participação com Roberto Carlos, que nunca foi ao ar. O que se sabe é que eles cantaram algumas canções enquanto conversavam. Dentre elas, De Coração Pra Coração.

Arrasta Uma Cadeira entrou ainda no disco Chitãozinho E Xororó - Vida Marvada, lançado em 2006, que você pode comprar clicando aqui.

Mas não foi somente em Arrasta Uma Cadeira que Chitãozinho e Xororó marcaram presença no disco de 2005. De maneira mais indireta, ali estavam eles, na faixa número 6, Coração Sertanejo. A referida canção foi gravada pela dupla nos anos 90, e, em 2005, recebeu uma nova (nova mesmo) roupagem: com Roberto Carlos. O arranjo elaborado pelo maestro Eduardo Lages tornou a canção muito mais romântica que a original. Além disso, Roberto fez uma pequena alteração na letra, no início da segunda estrofe. A versão original dizia:
Tem peão de boiadeiro que vive a laçar
Tem tanto amor verdadeiro que nunca vai faltar
Lendas de animais, e rios
Aves, flores, desafios, este é o meu lugar.
Roberto trocou por:
Tem beleza o ano inteiro, e pureza no ar
Tem tanto amor verdadeiro que nunca vai falar
Histórias de animais e rios
Aves, flores, desafios, este é o meu lugar.
Tornando a canção ainda melhor.

Sem dúvida alguma, Chitãozinho e Xororó são os sertanejos que mais tem proximidade com Roberto Carlos. Além de todas as vezes em que suas carreiras se encontraram, eles são amigos. Os meninos do Brasil, inclusive, estiveram presentes em momentos difíceis da vida do Rei, como no dia da perda de Maria Rita, e também o Rei em momentos difíceis da vida dos dois. E foi esta amizade que eles deixaram vir à tona no dia em que participaram do Projeto Emoções Sertanejas. (Na foto, Roberto e Xororó, durante o concerto.)

O show que reuniu os maiores nomes da música sertaneja do Brasil, para uma reverência a Roberto Carlos pelos seus 50 anos de música, trouxe Chitãozinho e Xororó cantando Eu Preciso De Você, e, em seguida, dividindo os vocais com o cantor Leonardo, com quem cantaram É Preciso Saber Viver. Além disso, foram Chitãozinho e Xororó quem chamaram Roberto Carlos ao palco. Não há dúvidas de que, no coro de passarinhos com que Roberto deseja cantar, Chitãozinho e Xororó são presença garantida, não é mesmo?

Contracenando o Rei
Veja Online - 20 de janeiro de 2011 - 06:33
Publicado no Blog RCB dia 20 de janeiro de 2011 às 14:33
O Ministério da Cultura autorizou a produtora Igart a captar até o final do ano 370 000 reais em recursos via Lei Rouanet para produzir uma peça em homenagem aos 70 anos de Roberto Carlos. Intitulada Detalhes Tão Pequenos de Nós Dois, o espetáculo, dirigido por Ary Coslov, terá como atores Cássio Gabus Mendes e Sônia de Paula. A peça está prevista para estrear no Shopping da Gávea, no Rio, no segundo semestre.

Por Lauro Jardim
Nota do Blog RCB: Segundo nosso colaborador Vinícius Faustini (RJ), "Detalhes tão pequenos de nós dois" é uma peça de autoria de Felipe Pinheiro - ator e dramaturgo falecido em 1993, aos 33 anos. Pinheiro se destacou no teatro carioca entre o fim dos anos 80 e início dos anos 90, na fase do "Teatro besteirol" do Rio de Janeiro. Esta foi sua última peça, que estreou em 1993 com Pedro Paulo Rangel e Tânia Alves. Portanto, não se trata de uma peça inédita.

Roberto Carlos vai subir no último carro da Beija-Flor de elevador
UOL - 21/01/2011 - 09h59
Publicado no Blog RCB dia 21 de janeiro de 2011 às 12:30

Foto: Graça Paes

Roberto Carlos está sendo muito bem tratado pela Beija-Flor. O Rei, que será homenageado no desfile da escola em 2011 e virá no último carro alegórico, terá três elevadores à sua disposição para que possa subir no último carro da escola, fechando o desfile da agremiação. "Assim, ele vai poder escolher de qual lado quer subir", diz o diretor-geral de harmonia, Laíla.

Os elevadores, que vão substituir o Carvalhão, serão construídos no centro e nas laterais do carro que representa a fé do Rei. "Não foi uma exigência dele. É uma cortesia da Beija-Flor", esclarece.

Roberto virá no carro acompanhado de 300 crianças, que distribuirão rosas artificiais durante todo o desfile da Beija-Flor.

Próxima Matéria
Próximo domingo estaremos de volta, com uma matéria sobre Julio Iglesias e Roberto Carlos. Imperdível!

Nosso agradecimento ao querido Vinícius Faustini (RJ), que nos ajudou no trabalho de pesquisa desta matéria! Obrigado!
Compre CDs e DVDs de Roberto Carlos !

3 comentários. Clique aqui para comentar!:

artistas em foco disse...

Materia maravilhosa

Anônimo disse...

¡Que maravilla! Pero.... ¿cómo puedo conseguir la camisa nº 6 Beija Flor 2011 residiendo en España?
Saludos cordiales y ¡Arriba nuestro REI!

robertocarlosbraga.com.br disse...

Hola amiga!

Para la compra de la camisa y envío a la España, el dinero es enviado vía PayPal.

Si quieres, envía un email para contato@robertocarlosbraga.com.br

Un Fuerte Abrazo
Equipo RCB