sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Série "Momentos que eu não me esqueci" - Anos 90

Olá súditos,

Depois de passear pelos belos especiais dos anos 80, cá estamos novamente para recordar os especiais da década seguinte, os anos 90, "melhores e mais maravilhosos anos da minha vida", como diria Roberto Carlos anos mais tarde.

No ano de 1990, ocorreu algo inédito, que pôde ser comparado apenas ao programa de 1978: Roberto Carlos teve um programa à tarde e um programa à noite. Foi o Especial Verde É Vida. No especial da noite, Roberto recebeu Wanderléa e Xuxa, e emocionou o Brasil cantando a eterna homenagem ao parceiro Erasmo Carlos, Amigo, no fim daquele programa. Roberto recebeu ainda o cantor e amigo José Augusto, com quem cantou Fera Ferida.

1991• 1991
No ano de 1991 ocorreu o mesmo que no ano anterior, houve um programa no período da tarde e um programa no período da noite. Foi o especial Viva Luz. Na parte vespertina, RC falava da importância do teste do pezinho, entre outros. Trouxe o Rei do Brasil cantando Ave Maria, comandando a festa com Glória Maria e Cláudia Raia, e recebendo Maytê Proença, entre outros. A parte da noite foi super lembrada, principalmente pelos duetos, com Fafá de Belém, Fagner, Chitãozinho e Xororó e Erasmo Carlos.

1992• 1992
Em 1992, o especial Amigo foi uma homenagem póstuma ao diretor da maioria dos especiais de Roberto Carlos até então, Augusto Cesar Vanucci. Cantando Se Você Pensa, Roberto recebeu Erasmo Carlos para fazer o dueto daquela música. Com Chitãozinho e Xororó cantou Todas as manhãs, e com Kátia, entoou alguns versos de Quando o amor acaba. Roberto abriu o especial com a canção Amigo, e fez um clipe especial para a canção Eu Quero Apenas, com a participação de vários atores da Rede Globo.

1993• 1993
Em 1993, a Rede Globo exibiu um especial bastante emblemático. Para começar, Roberto entra em cena dentro de um calhambeque. Além disso, recebe Erasmo Carlos e Wanderléa, que são anunciados pela dupla que já estava lá no palco, cantando, Sandy e Junior. Recebeu Leandro e Leonardo e, com Chico Buarque, protagonizou um dos maiores duetos da história dos especiais, cantando O Que Será. Além disso, recebeu Regina Cazé, que interpretou uma fã atirada de Roberto Carlos. Um barato !

1994• 1994
Em 1994, Roberto repetiu alguns números do especial anterior, aprimorando-os. A dupla sertaneja da vez foi Zezé di Camargo e Luciano, e o humorista que fez o Brasil inteiro rir ao lado de Roberto Carlos foi o impagável Tom Cavalcante. Roberto recebeu ainda Fábio Junior e Erasmo Carlos, além de cantar um poutporri de rocks da Jovem Guarda com bandas mais atuais, como o Skank e o Barão Vermelho, além da eterna Cássia Eller. Com um terno na cor salmão, Roberto encantou a todos, em show gravado em Belo Horizonte-MG.

1995• 1995
O Especial de 1995 também teve pontos bastante positivos, como a montagem de um bate papo bastante divertido envolvendo Erasmo, Wandeca e Roberto, além de um clipe de Caminhoneiro. Recebendo toda a turma da Jovem Guarda, Roberto cantou Festa de Arromba, em homenagem aos 30 anos do movimento, e em entrevista a Glória Maria, falou sobre Maria Rita e a canção Nossa Senhora. Fez clipe para a canção O Charme dos seus óculos, e recebeu Ângela Maria, com quem cantou Desabafo.


1996• 1996
Em 1996, o especial foi iniciado com Saracura e Pirilampo, os personagens interpretados por Sérgio Reis e Almir Sater em O Rei Do Gado, invadindo os ensaios para o show do Especial. Tendo como base o Show Amor, o Especial emocionou a todos, trazendo Martinho da Vila, com quem o Rei do Brasil cantou Aquarela do Brasil, Roberta Miranda, com quem o Rei cantou De Tanto Amor, e o filho de Roberto, reconhecido em 1991, Rafael Braga, com quem Roberto cantou As Curvas da Estrada de Santos. O programa contou ainda com uma versão de White Christmas para o português, virando Natal Branco.


1997• 1997
O Show exibido no programa de 1997 foi gravado no mesmo local do primeiro especial, no Teatro Fênix. Entre os convidados, estavam Só Pra Contrariar, com quem RC cantou Amigo, Gal Costa, que deu voz a Jovens Tardes de Domingo e Sua Estupidez, em dueto relembrado no CD / DVD Duetos, em 2006. Roberto recebeu ainda a cantora e atual apresentadora Angélica, com quem dançou e cantou a canção Música Suave.


1998• 1998
Em 1998 ocorreu um fato inédito: o especial foi completamente gravado em estúdio. Números como Amigo, ao lado de Erasmo Carlos, e Debaixo dos caracóis dos seus cabelos emocionaram o país inteiro. Outro momento bastante emocionante foi a interpretação da canção Eu Te Amo Tanto, dedicada à Maria Rita. Cantando O Baile Da Fazenda o Rei recebeu Dominguinhos, com quem improvisou um dueto no corinho "ai ai ai".

1999• 1999
Em 1999, pela primeira vez em 25 anos, o programa anual de Roberto Carlos não foi exibido, em respeito ao cantor, por ocasião da morte de sua amada Maria Rita. O que pouca gente sabe é que Reginaldo Rossi vinha comentando, naquela época, que havia sido convidado para um eventual show, fato que, até hoje, não foi confirmado e nem aconteceu posteriormente, mas que muitos crêem ser verdadeiro.

Pois bem, súditos, concluindo os anos 90, convocamos todos a visitarem-nos em uma semana, pois, na próxima sexta, apresentaremos a última postagem da Série Momentos Que Eu Não Esqueci, falando sobre os especiais dos anos 2000.

Um Forte Abraço
James Lima
Teresina - Piauí - Brasil

Esta matéria pertence ao projetoProjeto RC 50 Anos • Blog *Roberto Carlos Braga* Leia mais sobre esse projeto clicando aqui.

8 comentários. Clique aqui para comentar!:

Vinícius Faustini disse...

Bicho,

já coloquei o novo link do blogue entre os favoritos. Os anos 90 também me trazem boas recordações.

Nos dois primeiros especiais eu me lembro que assisti à parte da tarde na casa da minha avó materna (era lá que a família da minha mãe se reunia todo final de ano), e eu ficava p da vida porque o pessoal ficava falando alto e eu doido pra ver o Roberto Carlos... rsrsrs. No ano de 1990, vários atores da Globo ficaram em pontos de cidades do Rio de Janeiro distribuindo mudas de árvore na parte vespertina. Em 1991, o Roberto recebeu também Mário Lago, com quem cantou "Atire a primeira pedra" e "Ai, que saudades da Amélia", e Cláudia Ohana homenageou RC cantando "Quero que vá tudo pro inferno" (que sua personagem Natasha cantava em "Vamp").

Você esqueceu também que em 1992 teve o número com Caetano Veloso, no qual Caê cantou "Debaixo dos caracóis dos seus cabelos" (e RC cantou alguns trechos) e depois ambos cantaram "Alegria, alegria". Esta década trouxe especiais muito marcantes - ah, e em 1994 não tivemos mais Ronaldo Bôscoli na redação dos programas (os textos ficaram a cargo somente de Miéle).

Do especial de 1996, Saracura e Pirilampo começam chegando ao local do show. Mas o capítulo de "O rei do gado" encerra com a dupla partindo de ônibus rumo ao programa de RC. Alguns dias depois, Bruno Mezenga e sua família assistem ao encontro do "trio" numa das cenas da então novela das 20h.

Em 1998, "Debaixo dos caracóis dos seus cabelos" teve a luxuosíssima participação de Robertinho de Recife ao violão. Dois Robertos e uma grande canção.

Bom, espero ter ajudado vocês...

Abraços,

Vinícius Faustini

www.emocoesrc.blogspot.com

www.diariodeumsalafrario.blogspot.com

HenryRoss disse...

O Blog está Show!! e a matéria como sempre, excelente!!!

Parabéns James!

- HenryRoss

www.henryross.com.br

www.robertocarlos-internacional.blogspot.com

Rosario Mendonza disse...

Amigo James y su equipo del blog:
Me gusto tanto la continuación de las Séries esta fantastica y como cada série estan hermosas las fotografias del Rey gracias.
Gracias James por los resumen es como estar leyendo un libro del Rey.
Estaré muy al pendiente la próxima semana para continuar con las séries.
Un saludos afectuoso de:
Rosario Mendoza

Cecilia Mendonza disse...

Hola que tal James:
Que felicidad gracias a Dios ya esta bien la pagina del blog por un momento pense que me iba a perder de las séries.
Ya leei tu blog me me gusto demasiado como todo lo que has escrito me parece fantastico y no me canso de darte las gracias por hacernos vivir nuevamente tantas emociones.
Tu resumen es tan preciso que no hace falta más como quiere enfatizar en detalles Vinícius Faustini,asi como resumes cada año me parece genial,con eso es suficiente para volver a vivir cada año.
Gracias James por hacernos soñar en cada série.
Un fuerte abrazo.

Armindo Guimarães disse...

Olá, James!

Excelente resumo dos anos 90!

Continua esse teu bom trabalho robertocarlisticos.

Abraços

gaivota disse...

Eu também sou uma fã do Roberto Carlos desde os Anos 81.
Só agora é que descobri este blog e fiquei encantada com o resumo dos Anos 90.
Mas tenho que ler o que tem para trás para recordar outros grandes exitos do Roberto Carlos.
As minhas saudações

Everaldo Farias disse...

Grande década, grandes especiais, só pra citar momentos grandiosos: os encontros com Caetano, Chico, Fagner, Bethânia, Gal e Ângela Maria.

Blog Música do Brasil
www.everaldofarias.blogspot.com

Um forte abraço!

Ocenilda disse...

Amigo James,

Os anos 90 marcam mais uma era na carreira do nosso Rei, momentos inesqueciveis, alguns muito alegres e outros muito tristes, como por exemplo o ano de 1999 que pela primeira vez depois de 1974 ficamos sem o Especial de Natal do nosso Rei de luto pela perda da sua Musa Maria Rita. Parabéns pelo comentario de altissima qualidade da década de 90 e espero que os amigos do Fa-Clube do Rei no Orkut venham prestigiar o seu Blog com a presença e o comentario.
Vou mandar uma mensagem individual para cada amigo e fan do Rei para visitar esta sua pagina e deixar um comentario mais do que merecedor para o excelente trabalho que você faz semanalmente em homenagem ao maior icone da Musica Brasileira e Unversal de todos os tempos.
Um grande abraço.

Ocenilda, Verviers - Bélgica