sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Série "Momentos que eu não me esqueci" - Anos 2000

Olá amigos

Chegamos hoje à última matéria (em tempo) da Série Momentos Que Eu Não Me Esqueci, que está recordando todos os programas de fim de ano estrelados por Roberto Carlos, o Roberto Carlos Especial. E hoje, daremos continuidade falando dos especiais dos anos 2000 (que foram ao ar até então).

2000• 2000
O Especial de 2000 é considerado por muitos um dos melhores especiais de Roberto Carlos. Pessoalmente, coloco-o nesta marca, junto com o de 1979 e o de 1985. Trazia um Roberto Carlos triste, ainda por causa da morte de sua mulher, Maria Rita, e um Roberto Carlos acontecido na imprensa, visto que, nessa época, em todos os jornais e revistas, o destaque era A Volta Do Rei, que ocorrera alguns dias antes, no Recife. Roberto cantou Emoções, Amor Sem Limites, Eu Te Amo Tanto, Como Vai Você e não recebeu nenhum convidado. Além disso, a platéia era feita apenas de famosos, e o Rei dedicou seu Especial à sua amada Maria Rita, como faria durante muitos anos depois (até 2007).

2001• 2001
O contraste entre o especial de 2000 e o de 2001 é muito grande. Muitos fãs consideram-no o especial mais triste ou o pior especial. Os convidados foram Milton Guedes, Samuel Rosa e Tony Belloto, que também fizeram parte do Acústico MTV, lançamento de Roberto Carlos àquele ano. A propósito, o programa teve como base o disco daquele ano. Todos Estão Surdos, Detalhes e Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo fizeram parte do especial daquele ano. Eu, pessoalmente, não acho esse especial ruim.

2002• 2002
Em 2002, o especial de Roberto Carlos apresentou cenas do show que havia sido gravado no dia 17 de novembro, em comemoração aos 90 anos do bondinho do Pão De Açúcar, que se tornou o lançamento daquele ano. O Especial teve como base o Show Acústico, que andou boa parte do país, embora não tenha merecido uma matéria aqui no nosso blog, na Série O Meu Coração É Como Um Palco, visto que as informações nos foram passadas com atraso. Mesmo assim, era um show maravilhoso.

2003• 2003
Em 2003, Roberto recebeu, pela primeira vez no século XXI, Erasmo Carlos, para cantarem É Preciso Saber Viver. Além disso, houve a participação de Zeca Pagodinho, com quem Roberto cantou Além Do Horizonte, e a quem Roberto aplaudiu de pé, pela bela interpretação de Zeca para a canção Verdade. Entre as canções do disco daquele ano, estiveram presentes no programa a faixa título Pra Sempre, a segunda faixa Todo Mundo me pergunta, a terceira, Acróstico e a sétima, O Cadillac, que foi apresentada num clipe bastante divertido.

2004• 2004
O Ano de 2004 trouxe um especial, literalmente, especial. O início já é inusitado: Roberto Carlos pilotando um caminhão e cantando (dublando) Caminhoneiro, número que aconteceu apenas duas vezes antes, em 1995 e em 1984. Além disso, há uma breve participação de Dudu Braga, já como locutor de rádio, apresentando o programa sobre seu pai. Logo depois disso, Roberto dá asas ao seu lado de ator, e vive ele mesmo, ao lado de Pedro e Bino, personagens de Antonio Fagundes e Stênio Garcia em Carga Pesada, na Rede Globo. Cantou com Erasmo e Wanderléa, e recebeu Ivete Sangalo, com quem protagonizou um dos duetos mais emocionantes da história dos especiais, em Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim. O Rei fechou o especial com White Christmas (Natal Branco), seguida de Jesus Cristo.

2005
Cláudia Leitte, Chitãozinho e Xororó e Jota Quest foram os convidados para o especial daquele ano. Amor Perfeito foi cantada com a cantora baiana. Arrasta uma cadeira, mais recente gravação real àquela época, com os sertanejos, e Além Do Horizonte com a banda de rock. Em um momento de rara emoção na história dos especiais, o Rei Do Brasil conta a história do brinde, fazendo um paralelo entre o casal da história e Maria Rita e ele. Logo após esse belo momento, é exibida a segunda parte de Acróstico, que encerra o programa daquele ano.

2006
Em 2006, um programa bastante inusitado ! Além de um memorável dueto com a brilhante Marisa Monte, e de um emocionante dueto com os eternos Erasmo e Wandeca, Roberto Carlos recebeu o cantor MC Leozinho, com quem cantou a canção Ela Só Pensa Em Beijar, levantando o público. A canção estava fazendo tanto sucesso à época, que chegou aos ouvidos do Rei ! Além disso, Jorge Ben Jor também levantou o público, com as canções Taj Mahal e Que Maravilha. Houve ainda uma homenagem ao maestro Tom Jobim, e Roberto cantou Insensatez.

2007• 2007
O programa de 2007 trouxe um Roberto Carlos muito mais novo, e muito mais bem humorado. Ainda preso a algumas coisas, mas bem mais livre, lieve e solto. Como manda a tradição, abriu o especial com Emoções, que foi seguida de Como Vai Você, dobradinha que não fazia desde 2000. Recebeu Alcione, com quem cantou um medley de canções de ambos os repertórios, além de dar voz, com ela, à canção Solamente Una Vez. Recebeu ainda o cantor Gilberto Gil, com quem cantou Eu Sou Terrível, e a atriz Camila Pitanga, que abriu o especial ao lado do Homem, num clipe bem divertido, além de cantar Como é grande o meu amor por você com ele. O grupo Roupa Nova também esteve presente e Erasmo esteve ausente.

2008
O Especial de 2008 foi exibido muito recentemente, mas tem muitos pontos altíssimos. Pela primeira vez, desde 2000, o programa não foi dedicado a Maria Rita, mas trouxe duetos memoráveis, como o medley com Rita Lee e Chega de saudade, com Caetano Veloso. Um papo em estúdio foi gravado, embora tenha tido poucas partes exibidas. Zezé di Camargo e Luciano estiveram presentes pela terceira vez, e Neguinho da Beija Flor trouxe a bateria da sua escola de samba para animar a festa. A parte mais emocionante foi o encerramento do programa natalino, que trouxe uma BELÍSSIMA, assim, em maiúsculas, versão da canção Jesus Salvador. A janela citada na canção estava lá, e a fala de Roberto Carlos, "cante comigo, continue cantando" deu muito mais emoção ao momento.

É importante ressaltar que todas as imagens exibidas nessa série são de poder da Rede Globo, com exceção das imagens de 1980, 1999 e 2008, que foram capturadas pela Equipe RCB. Os vídeos, também, são todos de poder da Rede Globo e foram disponibilizados na internet pela emissora.

E fique de olho ! Nossa próxima matéria irá ao ar dia 06 de fevereiro, falando sobre a canção Pra Ser Só Minha Mulher. Imperdível !!!
Um Forte Abraço
James Lima
Equipe RCB
Teresina - Piauí - Brasil
Esta matéria pertence ao projetoProjeto RC 50 Anos • Blog *Roberto Carlos Braga* Leia mais sobre esse projeto clicando aqui.

7 comentários. Clique aqui para comentar!:

Vinícius Faustini disse...

É, rapaz, mais uma década tá chegando ao fim... Bom, aqui vão alguns pitacos / comentários sobre esta "década de especiais":

No ano de 2000, Roberto Carlos atrapalhou a tabela do Campeonato Brasileiro. Eu explico: depois de muitas paralisações, liminares e outras confusões, o torneio estava chegando à reta final aos trancos e barrancos (e trazendo grandes partidas). Só que além do certame nacional, Palmeiras e Vasco estavam ainda disputando uma competição internacional - a Copa Mercosul, da qual realizaram a final. Para solucionar o fato de as datas ficarem espremidas, a CBF fez uma série de datas pra encerrar o campeonato antes do Natal. Entretanto, a TV Globo já havia divulgado sua programação de fim de ano, e uma das datas de jogo coincidia justamente com a exibição do "Roberto Carlos Especial". A emissora bateu o martelo, e houve remanejamento das datas. Para completar a confusão, a final entre Vasco e São Caetano (em São Januário) foi interrompida com 23 minutos de jogo, após a queda de um alambrado. O Brasil só ia conhecer o melhor de 2000 no início de janeiro de 2001 - quando, no Maracanã, o time do coração de Roberto Carlos venceu o São Caetano por 3 a 1.

Do especial eu gosto muito do pout-pourri com velocidade, e principalmente do clima intimista com o qual o programa foi cuidado. Ah, e claro da saudade que eu tava do Roberto...rsrs.

Bicho, o especial de 2001 não foi o "pior especial". Ele foi é MICADO mesmo pela TV Globo. A emissora resolveu pegar a ordem do "Acústico MTV" e misturar. Eram eles tentando ser jovens, mas, mais uma vez, fazendo uma coisa meio esquisita. Só que, como sempre, Roberto Carlos é Roberto Carlos, e nos proporcionou uma apresentação fantástica.

2002 tem uma emoção maior pra mim. Aquele número do "Como é grande o meu amor por você" eu vi ao vivo. No meio daquela multidão presente no Aterro do Flamengo estava este que vos escreve. No especial deste ano, a base foi gravada em São Paulo, num show para convidados, e o programa teve como única convidada a jornalista Glória Maria. As respostas de RC à entrevista dela eram intercaladas com números do show do Roberto. Também houve clipes da música "Seres Humanos" (única inédita do ano) e também um com a versão remixada de "O calhambeque". O final do programa foi inusitadíssimo: Glória Maria pede pra Roberto cantar uma música somente pra ele, e ele interpreta "Emoções" tendo somente um acompanhamento musical simples. Tudo muito bem num bate-papo informal.

Em 2003, além de "O Cadillac", as músicas "Pra sempre" e "Acróstico" apareceram em clipe. A primeira, criando um clima de baile dos anos 60, no qual o "crooner" Roberto Carlos cantava para embalar a dança de vários casais. Na segunda, RC ao piano cantou os versos que formavam na vertical "MARIA RITA MEU AMOR". Enquanto ele cantava, a letra subia na telinha. No finzinho do programa, este que vos escreve aparece em meio à platéia, na hora de "Jesus Cristo", atrás do ator José de Abreu. Quem tiver em vídeo, vai ver!

2004 foi o especial de número 30 de Roberto Carlos na Globo, por isso há algumas alusões a programas anteriores. A participação do Segundinho foi um "retorno" três décadas depois, já que em 1974 ele "contracenou" com personagens da Vila Sésamo e "pilotou" o carro que o pai dirigia enquanto cantava "O calhambeque". Foi muito legal RC na boléia de um caminhão 20 anos depois, ainda mais pra sair da estrada da realidade e encontrar caminhoneiros da dramaturgia. O único ponto negativo foi o Erasmo completamente sem voz, chegando a dublar o "Santa Música".

De 2005 ficou ainda uma vontade de ver a parte gravada em estúdio do Roberto com Chitãozinho & Xororó. Que pena que tiraram da edição final.

O especial de 2006 foi o mais completo de todos. Eu assisti à gravação e do final tiraram apenas os números de "Cavalgada" e "É preciso saber viver".

Em 2007 teve um dado curioso. Ao final do número "A paz", do Roberto com Roupa Nova, foram mostradas imagens da inauguração da árvore da Lagoa Rodrigo de Freitas, evento tradicional no Rio de Janeiro. O banco Bradesco pagou R$ 2 milhões para ter sua logomarca exibida em pleno "Roberto Carlos Especial".

E no ano passado, que especial fantástico! A hora de RC cantando "A deusa da passarela", reverência à Beija-Flor, foi das coisas mais bonitas do programa. Deste especial, também tiraram pouquíssimas músicas em relação ao show gravado na Arena Multiuso: as músicas "Mulher de 40", "Negro gato", "Detalhes", além da interpretação de Caetano Veloso para "Você é linda". Do bate-papo com Caetano em estúdio, ficaram lindos os momentos do Roberto cantando "Rosa Morena" de Caymmi e Caetano Veloso cantarolando "As curvas da Estrada de Santos".

Bom, já falei demais, bicho. Vou parar de te encher os comentários...

Abraços,

Vinícius Faustini

www.emocoesrc.blogspot.com

www.diariodeumsalafrario.blogspot.com

Cecilia Mendonza disse...

Hola que tal James:
Como siempre que fantastico resumén de la série del 2000,no hace falta nada más.Como siempre me haces revivir tantas y tantas emociones y saber muchas cosas que no conocia.
Los resumén que escribiste de cada especial navideño estan correctamente descritos, ya que nos haces sentir tantas emociones a quien los lee.
¡¡¡¡¡¡¡Felicidades por la Série momentos que eu me Esqueci!!!!!!!!......gracias.
Y estaré muy al pendiente de las noticias del Cruzeiro.
Un fuerte abrazo James.

Rosario Mendonza disse...

Amigo James y equipo del blog:
Feliciades por la série momentos que eu nao me esqueci,gracias por cada fotografia del Rey Roberto Carlos.
Me gusto tanto el resumén cada año me parecio maravilloso.
Gracias James y al equipo del blog por tantos detalles contados me llena de emocion saber tantas cosas del Rey.
Estarté muy al pendiente del día 8.¡¡¡Felicidades!!!
Un saludo afectuoso de:
Rosario Mendoza

Everaldo Farias disse...

Gosto dos especiais dessa década, sobretudo os de 2006 e 2008 o que comprova que o rei continua nos brindando com ótimos programas de final de ano, especialmente esse último!

Lembro de números que emocionam muito como o rei no caminhão novamente em 2004, ou cantando O Portão em 2006. Ou grandes duetos com Jorge Ben, Rita Lee, Alcione, Gilberto Gil, Caetano Veloso e Marisa Monte.

Blog Música do Brasil
www.everaldofarias.blogspot.com

Um forte abraço a todos!

gaivota disse...

Realmente são momentos insqueciveis os que estão aqui nesta serie "Momentos que eu não me esqueci."
Tenho muita pena não ter visto ao vivo ou pela televisão. Mas por aquilo que li fiquei com uma ideia detalhada de tudo o que aconteceu nesses espetaclos.
Saudações

HenryRoss disse...

É James, gostei! é sempre legal ter um resumo bem feito da trajetória dos especiais... é siempre bom recordar! =)

Saludos!
HenryRoss

Ocenilda disse...

Amigo James,

Sem duvida nenhuma, o século XXI começou com o nosso Rei ainda muito triste e abalado pela perda de sua Musa, Maria Rita, mas ao longo dos anos, deu para nos, suditos, percebermos, a evoluçao para melhor daquela tristeza impar que parecia nunca mais ter fim. E a apoteose vem com o Especial de 2008, em que para alegria de todos os fans, o Rei aparece mais jovem, nao so pelo novo corte de cabelo, mas também muito mais lindo, livre, leve e solto, mais alegre e deixando os nossos coraçoes cheios de esperança para festejarmos esse ano os 50 anos de carreira desse grande icone da Musica brasileira e mundial.
Um abraço.

Ocenilda, Verviers - Bélgica