sexta-feira, 31 de outubro de 2008

TOC - Transtorno Obsessivo-Compulsivo

Olá amigos internautas,

Hoje cá estamos para falar sobre o Transtorno Obsessivo-Compulsivo, o TOC, distúrbio mental que afeta o nosso Rei Roberto Carlos. O TOC é um dos mais frequentes transtornos psiquiátricos que atingem a população em geral. É caracterizado pela presença de Obsessões e/ou Compulsões.

As opções de tratamento são através de medicamentos e/ou psicoterapia cognitivo-comportamental.

O TOC afeta 3% da população mundial, e Roberto descobriu que sofria desse distúrbio em 2002, lendo uma matéria sobre Luciana Vendramini, que sofre do mesmo mal. Dizem as más línguas que eles se aproximaram tanto por causa do transtorno que chegaram a ter um flerte. Dizem.

Na realidade, Roberto Carlos está praticamente curado do distúrbio, que já esteve num nível bem pior. O TOC pode ser caracterizado por vários tipos de comportamentos estranhos. Coisas como sair apenas pela mesma porta que entrou, usar sempre a mesma cor, ser muito detalhista e associar certas canções e cores a má sorte são características desse distúrbio, além de não assinar documentos na fase minguante da lua, também características do nosso rei, embora este já tenha conseguido se livrar de várias dessas características por meio do seu tratamento, feito duas vezes por semana, como revelou o rei em 2004.

Em 2004, numa entrevista à Revista Veja, Roberto disse: "O transtorno é algo mais sério do que se imagina, perturba muito, e o paciente precisa ter coragem, disposição e empenho". Aqui, reproduzimos parte da entrevista.

QUANDO VOCÊ SOUBE QUE SOFRIA DE TRANSTORNO OBSESSIVO-COMPULSIVO, DISTÚRBIO CONHECIDO PELA SIGLA TOC?
Há quase cinco anos. A princípio, pensei que pudesse me curar sozinho. Tentei fazê-lo com a ajuda de um livro que fala do assunto. Mas logo vi que o transtorno obsessivo-compulsivo é algo muito mais sério do que em geral se imagina.

QUE SINTOMAS LEVARAM AO DIAGNÓSTICO?
Minhas manias e superstições. Todo mundo tem algumas maniazinhas, como sentar no mesmo banco quando vai à igreja, por exemplo, e não fica chateado quando o banco está ocupado. Mas minhas manias estavam me incomodando. Já consegui me livrar de algumas delas. Também confundia alguns sintomas do TOC com superstições. Hoje, vejo que não sou tão supersticioso assim. Minhas superstições até que são bastante comuns, muita gente também as tem.

O QUE O FEZ PROCURAR TRATAMENTO?
Fiquei sabendo do caso grave de TOC de Luciana Vendramini. Depois disso, cheguei a conversar com ela sobre o assunto. Já sentia vontade de fazer tratamento e fiquei animado com o que ouvi dela. Resolvi que era hora de procurar a cura. Há quatro meses estou fazendo terapia cognitiva-comportamental. Submeto-me a sessões de uma hora, duas vezes por semana. A autocura é possível, mas é muito difícil. Bom mesmo é ter um terapeuta cuidando de cada aspecto do transtorno. Hoje já existem muitos terapeutas especializados em TOC. É um distúrbio que atinge, em diferentes níveis, 3% da população brasileira.

VOCÊ TOMA REMÉDIOS PARA COMBATER O TOC?
Não. No meu caso, em que não há sintomas graves, como ficar horas parado no mesmo lugar, não me foram receitados remédios. A cura pode demorar um pouquinho mais sem eles, mas é possível. Estou me curando apenas através da conversa com a terapeuta. A cura depende muito da vontade do paciente. Tem de ter coragem, disposição, empenho.

QUAL A REAÇÃO DAS PESSOAS QUANDO SABEM QUE VOCÊ SOFRE DE TOC?
É incrível, mas o TOC às vezes é tratado até como uma coisa engraçada. Há quem diga "Pára com isso, rapaz. Que bobagem!". No filme Melhor É Impossível, em que o personagem de Jack Nicholson sofre de TOC, o transtorno também é mostrado de forma meio cômica. Mas não é nada disso. O TOC é uma coisa muito séria, que perturba muito. Quem o tem deve procurar um terapeuta o mais rápido possível.

POR QUE VOCÊ DEMOROU PARA PROCURAR UM TERAPEUTA?
Gostaria de tê-lo feito antes. Teria sido bom para mim. Mas, de qualquer maneira, sinto que estou melhor a cada dia que passa. Estou um pouco mais solto.

Muito obrigado pelo prestígio que tenho recebido aqui no blog. Isso tudo me deixa muito feliz. Muito obrigado.

Próxima sexta estaremos de volta, com uma matéria muito bacana, sobre o medalhão de Roberto Carlos. Além disso, a matéria sobre o medalhão será a 100ª de nossa história.

Um forte abraço
James Lima
Teresina - Piauí - Brasil

Uma das características do TOC do rei:
o uso da cor azul. Ao fundo, Guto Romano.

10 comentários. Clique aqui para comentar!:

Anônimo disse...

Parabéns Amigo James,

Esse tema do TOC é muito importante e merece ser divulgado. A qualidade de sua matéria é altissima e merece ser divulgada. O Rei que sofre do TOC e tornou publico esse seu problema, so prestou um grande serviço a muita gente que talvez ja sentisse os sintomas e, tal como o Rei, pensava que fosse apenas uma questao de superstiçao.
Um grande abraço e vou ficar ansiosa aqui na espera da matéria sobre o famoso "medalhao" do Rei.
Um grande abraço.
Ocenilda, Verviers - Bélgica

Sandra Lima disse...

Parabéns James, amei ler essa reportagem com o Roberto, esse tema é muito importante, pois é uma doença que precisa de tratamento e o nosso rei já está se tratando e ficando cada vez melhor.
Um beijo!

Anônimo disse...

Meu irmãozinho James como vai?? Adorei essa matéria do TOC, pois como já te disse temos várias reportagens infundadas, feitas por pessoas que não entendem nada de Roberto Carlos e mto menos de TOC e vc foi lá e colocou um fato uma entrevista com o Rei falando a sua verdade sem questionar se o TOC do Rei eh ruim ou bom pra ele, adorei achei uma reportagem interessantissima e acho q a gente deveria conversar aki pelo blog mais sobre esse tema, pois querendo ou não podemos dizer que o TOC contribuiu para que os shows do Rei fossem de tal forma com as musicas determinadas, não sei se isso eh bom ou ruim, mas eh um fato... como seria a vida, os shows e a carreira do Rei sem toc... sei lá fico imaginando e acho q seria totalmente diferente e as vezes nao teria tanto "misterio" e "charme como tem a carreira dele hj, talvez sem o TOC ele fosse mais um, não seria tao perfeccionista e com isso nao fosse tao bom.. sei lah...

Mas parabéns pela reportagem e pelo blog sempre estou sempre aki vc sabe...

Abração!!!

Anônimo disse...

Sandra só uma correção: O TOC não é uma doença, é um distúrbio Neurológico :)

Diego Bachini Lima - Colaborador do RCB e do RCI

CON disse...

Muito bom James!!! Você falou tudo sem afetações, sem julgamentos.
Gostei!!!
Fico muito feliz porque nosso REI está melhorando dia a dia, e à olhos vistos!!!
Beijos azuisss

James Lima disse...

Olá amigos,

Decidi agradecer a presença de todos aqui nos comentários, e agradecer pessoalmente ao nosso Rafinha, Rafael Avena, por mais uma vez contribuir tão positivamente com o blog, desta vez, abrindo uma discussão aqui no blog.

Como seria Roberto Carlos sem o TOC?

Complicadinho, né?

Na minha opinião, Roberto não teria problemas em cantar essa ou aquela canção o que seria bom pra nós, mas excluindo o detalhismo do rei... essa parte não seria tão boa, né?

Vamos ver o que o pessoal diz

Obrigado, Rafinha

Um abraço a todos
James Lima
Presidente geral do blog

Vinícius Faustini disse...

O meu amigo James Lima não só mostra temas envolvendo RC como faz uma prestação de serviço para que todos saibam como é o Transtorno Obsessivo Compulsivo. Um problema que afeta não só RC mas muita gente - e, como disse o próprio Roberto, parece risível, mas pra quem o tem certamente não deve ter a menor graça.

Achei muito bonito quando o Roberto Carlos expôs este problema. Muita gente deve ter perdido o pudor em buscar ajuda pra estes problemas, e agora luta pra vencer esta batalha.

Abraços, James!

Vinícius Faustini

www.diariodeumsalafrario.blogspot.com

www.emocoesrc.blogspot.com

Anônimo disse...

Que bom, James, que o tema polêmico do TOC esta abrindo um debate com os nossos internautas e fans do Rei. Também concordo que se o Rei nao tivesse o TOC nao influenciaria em nada na sua bela musica e voz, apenas perderiamos (so um pouquinho) do charme que é peculiar a Sua Majestade.
Um bom domingo. Um grande abraço.
Ocenilda, Verviers - Bélgica

Rosangela disse...

Amigo james!
Parabéns pela matéria!
É muito importante falar mesmo em TOC, para esclarecer a quem tem esse problema, como o nosso Rei!

E que bom que ele está melhorando, né?

Beijos e um ótimo domingo pra você!!


Rosangela Amorim / BH

Anônimo disse...

Bicho,muito boa essa matéria,tudo explicadinho você tá de parabéns.Só esse detalhe que você põe no meio da foto,não dar pra você colocar na parte de baixo das fotos rapaz?rsrsrsr

Abraços
Carlos André