sábado, 28 de abril de 2007

Série Celebridades - Elis Regina

OLÁ AMIGOS !!

Que bom que estão visitando nosso flog e prestigiando a série Celebridades !!

Em breve faremos mudanças em nosso flog (dessa vez sem alterar o endereço !!!). Já iniciamos estas mudanças: Nosso flog era muito colorido, agora tem diversos tons de azul. Mesmo o que não aparenta ser azul, mas branco, é azul em baixo grau. Em breve mudaremos o nome do flog e o atualizaremos apenas nas sextas feiras, uma vez por semana, faça chuva ou faça sol. Além disso, faremos promoções, que premiarão os internautas com DVDs e CDs raros além de não fazer apenas uma série por ano, mas no mínimo 3.

A série Celebridades é uma série grande. Já fizemos a série Caricaturas,no ano passado, que foi um sucesso !!! Queremos repetir seu sucesso levando em frente o que estamos fazendo nesta nossa série !!

Para quem acessa esse flog pela primeira vez: Nosso flog está promovendo a série Celebridades, que homenageará outros artistas mostrando fotos deles com o rei. E o que é melhor: Você é quem escolhe o próximo a ser homenageado !! Já homenageamos Erasmo Carlos, Wanderléa, Caetano Veloso, Bob Nelson, Chico Buarque, Vinícius de Moraes, Gal Costa, Fagner, Djavan e agora chegamos à 9ª parte: a pimentinha... ELIS REGINA

Elis Regina foi a eterna rival do rei. Uma das apresentadoras do programa "O Fino da Bossa", que mostrava cantores de bossa nova, e que era contrário ao movimento de IÊ IÊ IÊ que dominava o país, Elis chegava a dizer frases do tipo: "Quem estiver do nosso lado tudo bem... Quem não estiver, que se cuide..."

Mas isso foi passageiro. Logo depois do fim do Fino da Bossa (1967) e do fim da Jovem Guarda (1968), a pimentinha se rendeu ao rei, gravando em 1969 a canção "Se você pensa" e em 1970 a canção "As curvas da Estrada de Santos", que você está ouvindo agora justamente na inconfundível voz de Elis.

Confira abaixo a biografia dessa grande cantora:

Elis Regina de Carvalho Costa, a Elis Regina, nasceu em 17 de março de 1945, no Hospital Beneficência Portuguesa, em Porto Alegre (RS). Filha da descendente de portugueses Ercy Carvalho Costa e de Romeu Carvalho Costa, Elis teve apenas um irmão, Rogério (Guéio), que nasceu quando ela tinha 4 anos.

Casou-se em dezembro de 1967 com Ronaldo Bôscoli (Ronaldo Fernando Esquerdo Boscoli, produtor e compositor, nasceu no Rio de Janeiro-RJ em 28/10/1928 e faleceu em 18/11/1994), com quem teve um filho: João Marcelo Bôscoli (músico). Separou-se e em 1973 casou-se com César Camargo Mariano (pianista, arranjador, produtor e compositor, nasceu em 19/9/1943), com quem teve dois filhos: Pedro Camargo Mariano (músico) e Maria Rita Camargo Mariano (cantora e herdeira do talento e da voz da mãe).

Elis se destacou muito cedo. A "Pequena Notável" fez sua estréia como cantora aos 7 anos, num programa de rádio chamado "Clube do Guri", animado por Ary Rego na Rádio Farroupilha, em Porto Alegre. Mais tarde passa a integrar o elenco fixo do programa, ganhando um pequeno cachê e presentes dos patrocinadores. Tempos depois torna-se secretária do programa: além de cantar, lê recados, nomes de aniversariantes e apresenta os candidatos.

Sua fama só foi crescendo. Aos 14 anos ela assina contrato com a Rádio Gaúcha, de Porto Alegre, para apresentar-se no Programa Maurício Sobrinho, de Maurício Sirotsky Sobrinho.

Em 1960, aos 15 anos, foi para o Rio de Janeiro gravar seu primeiro compacto, pela Continental, com as músicas "Dá sorte" e "Sonhando". Em 1961, pela mesma gravadora, lança seu primeiro LP, "Viva a Brotolândia", com calipsos e rocks. Em seguida, volta para Porto Alegre.

Em 1964, aos 19 anos, regressa definitivamente para o Rio. Canta no Beco das Garrafas, reduto da Bossa Nova, onde teria aprendido com o bailarino americano Lennie Dale a célebre coreografia que lhe valeu o apelido de "Hélice Regina". Nesse mesmo ano é contratada pela TV Rio, passa a trabalhar ao lado de Jorge Ben, Wilson Simonal e outros.

Tornou-se conhecida nacionalmente em 1965, ao sagrar-se vencedora do " I Festival de Música Popular Brasileira da TV Excelsior", defendendo a música "Arrastão", de Edu Lobo e Vinicius de Moraes.

Elis interpreta "arrastão" Em seguida gravou "Dois na Bossa" ao lado de Jair Rodrigues, com tal êxito que nos anos seguintes foram lançados os volumes 2 e 3. Foi ao lado de Jair que apresentou um dos programas musicais mais importantes da música brasileira, "O Fino da Bossa", estreado em 1965 na TV Record, São Paulo. O programa foi o responsável pelo lançamento de diversos artistas e sucessos, como "Canto de Ossanha" de Baden Powell e Vinicius de Moraes), "Louvação", de Gilberto Gil e Torquato Neto) e "Lunik 9", de Gilberto Gil. A partir daí a carreira solo de Elis decola.

Seu disco "Elis", de 1966, traz "Canção do Sal", de Milton Nascimento, gravado pela primeira vez. Elis foi a primeira intérprete a gravar músicas de alguns compositores que se tornariam consagrados, como Milton, Ivan Lins ("Madalena"), Tavito e Zé Rodrix ("Casa no Campo") e Belchior ("Como Nossos Pais").

Participou de festivais e de movimentos político-musicais, como a "passeata contra as guitarras", que visava à preservação das "raízes" da MPB contra a invasão estrangeira.

Intensificou sua carreira no exterior em 1969, ano em que fez show nas principais capitais européias e latino-americanas. Um de seus discos mais marcantes, "Elis e Tom" (com Tom Jobim), foi gravado em 1974 nos Estados Unidos, onde também tornou-se popular.

No ano de 1979 participou do Festival de Jazz de Montreux, na Suíça, e gravou um de seus maiores sucessos, "O Bêbado e a Equilibrista", de Aldir Blanc e João Bosco, dupla que lhe forneceria inúmeros sucessos, como "Caçador de Esmeraldas", "Mestre-sala dos Mares", "Dois pra Lá, Dois pra Cá". Outras interpretações que entraram para a história foram "Upa, Neguinho" (Edu Lobo e G. Guarnieri), "Águas de Março" (Tom Jobim), "Ponta de Areia" (Milton Nascimento e Fernando Brant), "Folhas Secas" (Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito) e "Romaria" (Renato Teixeira).

Depois de sua morte, em 19 de janeiro de 1982, aos 36 anos, foram lançados discos com gravações inéditas e coletâneas. Foi homenageada em 1995 com o prêmio Sharp de música.

Votem no nosso próximo homenageado clicando AQUI.

Amigos votem e comentem !!

Abraços,
James Lima
Teresina-PIAUÍ-Brasil

6 comentários. Clique aqui para comentar!:

Daniel Ramon disse...

Legal seu flog. Vou votar na Ivete Sangalo.
Abraços

27/04/2007 - 21h52m

Paula (Portugal) disse...

Olá Mascote!...
Agora sim, mereces os meus parabéns. Era mesmo a Elis Regina que eu queria ver aqui. Espero acertar também na próxima.
Um beijo

28/04/2007 - 20h40m

Rosângela Amorim disse...

Olá mascote!
Assim como nossa amiga Paula, gostei de você ter apagado aquela mensagem!
Já votei na enquete! Espero que a Ivete ganhe!
Um abraço e apareça no meu flog!

29/04/2007 - 17h55m

Everaldo Farias disse...

Elis gravou As curvas da estrada de Santos e Mundo deserto da dupla Roberto/Erasmo. Já ouvi que ela cantou em show Amante à moda antiga! Abraços James!

29/04/2007 - 21h59m

Paula (Sergipe) disse...

Elis é uma grande artista. Gosto muito tbm de Maria Rita sua filha. Voto no Tom Jobim, Beijinhos

29/04/2007 - 22h08m

Derbson disse...

grande e eterna cantora, a nossa Elis Regina. Valeu, galera!

1/05/2007 - 11h32m